Verdes querem que Governo rejeite concessão mineira na Serra da Argemela

O Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) quer que o Governo recuse a celebração de contratos para a concessão mineira na Serra da Argemela, que abrange freguesias dos concelhos da Covilhã e Fundão.

A recomendação está expressa num projeto de resolução que este partido apresentou na Assembleia da República e no qual também se solicita que a tutela apresente um plano, juntamente com os municípios em causa, para a preservação da Serra da Argemela, do seu ecossistema e do seu património cultural e histórico.

Subscrito pelos deputados Heloísa Apolónia e José Luís Ferreira, o documento recorda que em 2011 foi celebrado com uma empresa um contrato que prevê a prospeção mineira em 22,45 quilómetros quadrados, ressalvando que a área passou a mais de 403,71 hectares no pedido de atribuição de concessão de exploração para minério que foi publicado no início deste ano.

Uma concessão que o PEV espera que não avance, até porque "para a população local é imprescindível preservar a Serra da forma como está, uma vez que se trata da identidade paisagística daquele local".

Entre os argumentos apresentados, "Os Verdes" frisam que esta serra apresenta um "ecossistema preservado, com alguma diversidade de espécies de flora, sendo que existe olival e locais de cultivo privado e onde a população pratica agricultura de subsistência".

"A Serra integra um Imóvel de Interesse Municipal - o Castro da Argemela - que remonta ao final da Idade do Bronze e que integra a 'Rota dos Castros'", acrescenta a informação.

A proximidade com o Rio Zêzere, que vai desaguar ao Rio Tejo, é outro dos aspetos sublinhado pelos "Verdes", que consideram que a qualidade da água deixará de estar garantida "se forem acrescentados fatores que comportam riscos de contaminação dos lençóis freáticos e do curso de água".

"Apoiando a forte oposição ao projeto referido e a luta das populações, Os Verdes consideram que as novas explorações mineiras em nada contribuem para a sustentabilidade da região, muito pelo contrário, causam enormes impactos ambientais", acrescentam.

Em abril, numa resposta a questões apresentadas pelos deputados socialistas eleitos pelo círculo de Castelo Branco, o Governo garantiu que ouvirá "populações e as autarquias abrangidas antes de tomar qualquer decisão".

"Qualquer evolução do processo, depois de ouvidas as autarquias, obrigará à existência de estudo de impacto ambiental onde todas as questões devem ser avaliadas e propostas as medidas de minimização e compensação de eventuais impactes negativos", referia a resposta do gabinete do ministro da Economia.


Siga mais em:  https://www.dn.pt/lusa/interior/verdes-querem-que-governo-rejeite-concessao-mineira-na-serra-da-argemela-8543632.html